• Arq. Vivi Nascimento

REVIEW - BOOMSPDESIGN


O BOOMSPDESIGN (Fórum Internacional de Arquitetura, Design e Arte) vem como promotor da cultura do design e suas conexões com a arquitetura e a arte. O evento, que comemorou 10 anos agora em 2017, é idealizado por Beto Cocenza e já faz parte do calendário nacional; trazendo ao Brasil o que há de mais significativo no segmento. O propósito é sempre “discutir, atualizar, explorar, pensar e repensar o design em sua melhor forma”. Este ano, além das palestras com influentes nomes no cenário nacional e internacional, o evento veio com um novo formato, a fim de promover mais que uma mostra ou exposição, mas sim “DESIGN EXPERIENCE". E nós não poderíamos deixar passar a oportunidade de conferir isso de perto, né? Passamos pelo Lounge Bienal, no último dia de evento.

A edição de 2017 tinha como convidado especial – e homenageado, ganhando o prêmio de Designer do Ano – o conceituado designer e arquiteto israelense, Dror Benshetrit

O cenário do BOOMSPDESIGN já é pra lá de conhecido e bonito, uma das áreas do edifício da Bienal, no Parque do Ibirapuera. Por si só já valeria a pena dar uma passada pelo evento que reuniu grandes nomes do design. Logo na entrada, nos deparamos com uma primeira instalação, intitulada “UNI” DESIGN E A BIOMIMÉTICA, assinada pelo Kiko Sobrino. A instalação era para o lançamento da linha Ouriço, parceria com Unique Mood e Foom.

Mais à frente, outra instalação especial para o lançamento do balanço Pêndulo, assinado por Ruy Othake para a Tidelli. Com várias peças penduradas pela instalação “Transverdando” criada pela paisagista Drica Diogo, o balanço foi um dos destaque não só do BOOMSPDESIGN como de toda a edição do Design Weekend 2017.

“A liberdade de movimentos e formas de usar o assento, transformam o corpo em um planeta cuja órbita são os aros que abraçam o homem espacial. O movimento pendular é inovador para um balanço; desafia o senso estético e brinca com a grandeza, o fluxo e o envolvimento. Além da ação pendular, o balanço para frente e para trás também é possível.” Tidelli

Outro destaque que escolhemos foi a brasilidade do design de Marcelo Rosembaum, que trouxe a linha de cadeiras “Painho”, com a novidade da cadeira namoradeira, ressaltando os valores da cultura baiana.

Também tivemos um prazeroso encontro com a designer Shisha Kessin, que nos concedeu uma pequena entrevista que fizemos ao vivo pelo nosso Instagram. Suas peças, como ela mesma diz, são como joias para a casa, que ela desenvolveu utilizando o refugo de mármores e granitos das marmorarias.

Outra peça que todo mundo comentou e não poderíamos deixar passar desapercebida? A rede desenhada pelo Atelier Oï para a Louis Vuitton. O pequeno ambiente com paisagismo de Marcelo Faisal, conseguiu se destacar com a peça em couro criada para o projeto Nomade.

“Emprestando nova sofisticação ao leve balanço da brisa, a Rede do Atelier Oi é uma valorosa descendente das tradições de viagens, assim como os marinheiros a bordo de seus barcos e os clássicos pedidos especiais da Casa. Inspirado pelos conhecimentos da Louis Vuitton em tricotagem, a Rede possui uma teia de tira do refinado couro icônico da Casa. Essa Rede é aparentemente simples, porém espetacular, e reforçada por rebites dourados. Com esses materiais requintados e com um descanso de cabeça removível para maior conforto, a Rede do Atelier Oi materializa a redefinição da arte de relaxamento elegante. É oferecida em couro nas cores caramelo ou azul”. Descrição da peça, em exposição no BOOMSPDESIGN.

Foi uma mostra pequena no que diz respeito à espaço físico, mas de grandes proporções quando falamos de inovação e representatividade do bom design. Muitas novidades e tendências do design artesanal puderam ser vistos. O evento contou ainda com vários outros designers conceituados, como com peças lindas que vocês podem conferir na nossa cobertura oficial AQUI.

Texto escrito em parceria com os colaboradores Henrique Magno e Rachel Condorelli

#review #ViviNascimento #design #tendência #dw

Arquitetos do Brasil | 2020